Sexta-feira, 8 de Fevereiro de 2008

Pagina 1

FOI MOURINHO QUEM O DISSE

 O PODER DAS CIENCIAS HUMANAS
 
"Conheci uma pessoa  formada em ciências humanas da qual retirei bons ensinamentos" – disse José Mourinho, em determinada altura.
    E não se tratou de ensinamentos no tocante a estratégias nem tácticas de jogo, mas sim da ciência de fazer amigos e influenciar pessoas. Por alguma razão os seus jogadores acatavam incondicionalmente as suas directrizes e sentiram profundamente a sua ausência no dia da retirada, já que eram tratados como "gente nobre", cujo talento posto em prática excedia as mais elevadas capacidades. A acção incisiva sobre  os jogadores usando a psicologia e a deferência humana era de tal ordem que eles se sentiam com poderoso estímulo e inesgotáveis para renderem até ao extremo das suas capacidades. E porquê? Porque se sentiam estimados e distinguidos por uma relação tanto de humana como promotora da dignidade.
    Esta táctica resulta de uma forma comportamental de se provar sentir que toda a gente gosta de ser tratada como gente, está a ser copiada por outros técnicos e deve alastrar a outras actividades, em que os chefes devem revelar profícua amizade e cortesia para com os seus subordinados.
  Não é com berros, ameaças e recriminações que se consegue retirar das pessoas que comandamos todo o seu querer e trabalho de elevada eficiência. Como tal, todos os chefes, ainda que possuidores de pouca cultura, ao lidarem com os seus subordinados, devem fazer uso do seu poder psicológico para colocarem em prática o relacionamento humano suficiente para que os subordinados sejam capazes de colocarem em prática as mais elevadas capacidades de trabalho, como prémio atribuído a quem os dignifica e para se sentirem estimados e distinguidos..
     José Mourinho aprendeu muito ao serviço do futebol. Sabe muito de tácticas e é bom observador da condução do jogo e da forma como se deve opor às pretensões dos adversários. Mas ele tem sempre um 12º jogador em acção: chama-se humanização, revelada na relação com os seus atletas. E os seus colegas adversários mais perspicazes já o sabiam, antes de ele o dizer publicamente.
Como o exemplo é sempre a melhor forma de educar, José Mourinho está a ser grande estratega na arte de educar, um bom professor que soube ser bom aluno ao aceitar, com primorosa assimilação, os ensinamentos recolhidos do seu amigo humanista.

 

A GUERRA E A FORTALEZA CONTRA O APOCALIPSE

Do Professor Fernando Nobre inserimos expressiva e talentuosa mensagem por um mundo mais humano, um tema intemporal que defende os princípios éticos e morais, um apelo à vivencia orgulhosamente feliz.
     A miséria que choca e humilha, a aplicação de regras mais éticas emanadas dos principais órgãos mundiais, a independência e transparência das Nações Unidas, a escuta dos cidadãos, o cinismo e a ignomínia a encerrar. Trata-se de um grito de alerta dirigido a quem tem a responsabilidade de mudar o mundo para melhor, desde o simples cidadão às altas esferas onde reside o poder de decisão.
     Um tema que preenche a ainda vaga quanto à realização de conferências assinaladas nos Estatutos da APPDH, c) do Artigo 3º, Capítulo II, destinadas à sensibilização dos directos responsáveis para o combate às situações degradativas das pessoas e do mundo. Um grito para que a Promoção e Dignificação do Homem sejam uma inadiável realidade.

 

Colaboradores
 nesta edição

 

- Prof. Fernando Nobre

- João Carlos Fonseca

- António Jorge Lé

- Inês Pais de Abreu

- Hélia Alves

- Ana Cabrita

- Carlos Machado

- Cecilia Correia

- Ricardo Molino

- Rita Almeida

- Philippe Burnay

publicado por promover e dignificar às 17:35

link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Amigos do Concelho de Aviz a 17 de Fevereiro de 2008 às 01:18
Pode não ter nada a ver com o assunto aqui tratado, mas porque a cultura é um “bem” importantíssimo a defender, convido-vos a participarem nos VI Jogos Florais de Avis, que já são uma referência no panorama cultural português. Sendo uma iniciativa da Amigos do Concelho de Aviz-Associação Cultural, o regulamento está disponível em www.aca.com.sapo.pt
Concorram e boa sorte.
Saudações culturais.
P’la ACA,
Fernando Máximo!

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. A HEPATITE “A” E OS MAUS ...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. APPDH – Para que servimos...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. O DIFÍCIL E COMPLICADO PR...

. Inserção Humana – PROJECT...

. COMUNICADO AOS ASSOCIADOS

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Abril 2010

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds