Quinta-feira, 20 de Janeiro de 2011

Associativismo-Mobilização

APPDH – UMA ASSOCIAÇÃO PARA A PROMOÇÃO E DIGNIFICAÇÃO

E AJUDAR A ELEVAR A SUPERIOR ESPÉCIE QUE SOMOS

APELA-SE À FORTE E INTERESSADA MOBILIZAÇÃO ASSOCIATIVA

--------- “ ---------

    A Associação Portuguesa para a Promoção e Dignificação do Homem (APPDH) foi criada em 2007 por um pequeno grupo de associados que acreditaram ser possível trabalhar para a Promoção e Dignificação  do Homem a nível universal, por  um mundo melhor. Sentindo ser tarefa difícil, mas não se rendendo ao instalado conceito de que “não há volta a dar…” E convictos de que este “filantropo” sentimento pode ser alicerçado por portugueses, já que Portugal, de forma admirável tem, ao longo dos tempos, surpreendido o mundo com acções de elevado mérito.

    E para que estes nobres objectivos se instalem e se consolidem, apela-se à mobilização de associados. Todos não seremos demais, vamos reunir forças e vontades com uma global participação de empenhado envolvimento e com motivos de orgulho por trabalharmos – em solidária união – para objectivos muito nobres. Aqui ficam os dados informativos para a adesão:

    No nosso blog existe uma ficha de inscrição, que deve ser fotocopiada e preenchida, e enviada por email, pelo correio ou entregue na sede da APPDH, com 1 ou 2 fotos para emissão do cartão de associado. Este acto também pode acontecer na nossa sede, com as pessoas que morarem perto. Podem inscrever-se pessoas de todas as nacionalidades. Cada sócio terá uma quota mensal de 5€, podendo à partida pagar uma ou mais quotas, que também podem ser depositadas  na conta bancária, de que serão emitidos os respectivos recibos. Para pessoas muito pobres 5€ de quota não serão facilmente suportáveis, mas para quem tenha rendimentos ou um ordenado razoável esta quantia pode ser subtraída a certa veleidades e o efeito participativo vai compensar e engrandecer cada aderente, cujo principal ganho se reflectirá na satisfação da contribuição para uma causa nobre.

    Para realizar um trabalho com o desempenho de expressivas acções, a APPDH necessita de ultrapassar os 1000 associados. E cada associado pode realizar um trabalho com efeito “bola-de-neve”, isto é, cada inscrito inscreva outro associado. Por aqui podemos realizar fundos para um crescendo número de acções que possam projectar a nossa associação. Serão ainda aceites contributos

    Acções a desenvolver em 2011 e anos seguintes:  Temos em agenda a realização  de uma sessão de conferências alusiva à ESPECULAÇÃO, concretamente sobre a especulação nos mercados bolsistas e nos preços do petróleo, dado sentirmos que esta especulação é responsável pela maioria das debilidades económicas  e sociais. Outras sessões de conferências serão programadas; vamos reeditar a publicação do nosso jornal “O ESTAFETA”,  principal veículo difusor e sensibilizador, promocional e de informação das nossas actividades, cujos associados terão distribuição gratuita;  trabalhar pela instauração  do respeito e dignidade reciprocamente; promover o respeito e a tolerância pelas diferenças religiosas e políticas; defender um mundo de paz e concórdia fora dos actos de violência e dos malefícios organizados;  instalar objectivamente  na sensibilidade humana os valores familiares e a amizade  sem fronteiras; criar fraternalmente íntimos sentimentos globais pela promoção e conquista da dignidade, com a filantropia a ocupar o lugar da misantropia;  procurar junto de artistas e atletas do desporto participação activa e apoios  com a realização de espectáculos e com a sua influência aglutinadora. Existe já considerável stock de brindes, que também vão ajudar a divulgar a Associação e a angariação de fundos.

  A APPDH está legalmente constituída e de acordo com os nossos estatutos podemos constituir nos  IPSS, o que não faremos no imediato, pois não está de momento no nosso programa a criação de actividades de apoios directos a gente carenciada mas, se os nosso recursos económicos o permitirem, iremos contribuir monetariamente com as ONGS que tenham acções no terreno e que se dediquem à melhoria das condições de vida das pessoas mais carenciadas e em situações insustentáveis; procurará ainda elaborar projectos de referência no âmbito da saúde e da qualidade de vida, considerando os aspectos sócio culturais e o bem-estar material e espiritual; e outras acções não especificadas, entre outras de investigações específicas.

   Os associados poderão, querendo, ter participação activa nas vastas acções, exercerem profícuo trabalho de voluntariado e beneficiarão da sua inclusão em espectáculos e outros eventos, gratuitamente ou a preços reduzidos.

   A nível dos órgãos estatais e organismos à escala mundial, a APPDH apresentará projectos e manifestos com vista à resolução de problemas que obstam à Promoção e Dignificação, sem pretender dar lições, impor seja o que for, julgar quem quer que seja ou condenar, antes no sentido de sensibilizar as hierarquias para que mediante profunda reflexão construamos um mundo melhor e digno da superior espécie que, de verdade, devemos ser. Há que, a nível das hierarquias, apostar nos valores, tais como o amor, a ética, a justiça, a tolerância, a solidariedade, a fraternidade e o civismo, para restabelecimento da confiança entre os cidadãos e o Estado, e todos os outros organismos tutelados pelas nações, nomeadamente a ONU, a União Europeia e outros organismos continentais análogos, e ainda organizações de segurança, tais como a NATO e outras convenções com específicos protocolos.

    Não é admissível que todos os dias sucumbam pessoas – em especial crianças – devido à fome, à falta de cuidados de saúde, de habitação e de vestuário ou por acções violentas de guerra e de outros actos criminais, entre os quais o terrorismo. Tanto mais ser crível que os recursos existentes no mundo chegam e sobram para uma sobrevivência digna de toda a gente, se não fosse a sua má utilização:  industria do armamento, as forças armadas, a alimentação dos círculos viciosos na segurança e na justiça com a repressão aos crimes que a própria sociedade cria, e o demais esbanjamento no alheamento às necessidades humanas.

    Vejamos, entretanto: não sendo possível o desmantelamento imediato das forças armadas e de segurança em geral, toda a transformação tem de ocorrer em fases de transição, tanto quanto mais rápido possível. Por isso se justifica ainda a existência da NATO, que terá tido o mérito de obstar a uma terceira guerra mundial e ainda se deve manter no policiamento do mundo e a desenvolver acções antimísseis. A ONU, que sempre teve um desempenho apagado perdendo poder devido aos direitos de veto, pode vir a ter maior predomínio se passar basicamente a ocupar-se da Promoção e Dignificação. A EU que tem um descomunal orçamento devido à pesada estrutura com dirigentes e funcionários a mais, também pode fazer economias que devem ser canalizadas para a Promoção e Dignificação. Países com dinheiro de sobra oriundo de matérias primas naturais também podem dividir algo do que lhes sobra com as necessidades básicas do mundo. E nós, APPDH, vamos estar atentos no sentido de criarmos alertas para que os homens, com mais ou menos responsabilidades, façam a melhor gestão possível dos recursos em prol de um mundo que dignifique e promova.

Depois desta dissertação, renovamos o nosso apelo a todos que lerem este texto: inscrevam-se associados, participem sem esforço, antes com espírito de solidariedade, com o pouco que podem dispor para que todos nos sintamos dignificados

 Valdemiro de Sousa

    

    

 

 

 

                                                                                                                 

publicado por promover e dignificar às 11:16

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. A HEPATITE “A” E OS MAUS ...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. APPDH – Para que servimos...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. O DIFÍCIL E COMPLICADO PR...

. Inserção Humana – PROJECT...

. COMUNICADO AOS ASSOCIADOS

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Abril 2010

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds