Terça-feira, 24 de Janeiro de 2012

COMBUSTIVEIS - DIREITOS DE PROPRIEDADE OU DE ESPECULAÇÃO?

   

Frequentemente se diz que quando o sol nasce é para todos. E que os recursos naturais são propriedade de toda a humanidade, seja qual for a parte do mundo em que se encontrem.
    Casos dos produtos fósseis como o petróleo, da água, da terra, das rochas, das florestas, do ar, da chuva, do sol e da lua. Na prática, tudo é diferente. Vejamos o caso dos combustíveis fósseis, caso do petróleo, de que se retiram vários componentes: gasóleo, gasolina, gás e outros produtos de que se fabricam plásticos, fibras várias e até vestuário.
    O uso e abuso do gasóleo, gasolina e gás, produtos de que todos os países têm forçosamente de usar nos usos energéticos, são prova de que a apropriação deles é fortemente especulativa e mesmo objecto de chantagem, não sendo respeitado

o direito de propriedade universal. Vejamos uma tabela que descobrimos de preços por litro e em diferentes países:
     GASÓLEO - EM EUROS
     Portugal, 1,405; França, 1.294; Bélgica, 1,222; Hong Kong 0,84; Filipinas, 0,69; India, 0,62; Brasil, 0,54;  Azerbaijão, 0,31; Indonésia, 0,32; Qatar, 0,15; Egipto, 0,14; Líbia, 0,08. Arábia Saudita, 0,047.
     GASOLINA SUPER
      Rússia, 0,64; Cuba, 0,62 Iraque, 0,60; Malásia, 0,55; Moldávia, 0,25; Bolívia, 0,25; Etiópia, 0,24; Omã, 0,20; Kuwait, 0,18; Suazilândia, 0,10. Aqui não constam os países com preços superiores a 1,50 por litro, como é o caso de Portugal.
É abismal a diferença de preços, não é verdade? Portugal encabeça esta lista nos preços mais altos e a Arábia Saudita é campeã do preço mais baixo, onde a água chega a ser mais cara.
     Não são apenas os países detentores destas matérias-primas que especulam, os não produtores também, sendo grande fonte de receita em impostos. Toda esta especulação cria vulnerabilidades económicas e pobreza. Já temos dito, a especulação é crime, mas não punível ao alto nível. E se alguns altos responsáveis andam à procura de causas da extrema pobreza e das grandes vulnerabilidades, aqui têm algumas. Só as não resolvem porque não há vontade política nem sensibilidade para com os problemas sociais e para com a Promoção e Dignificação Humana.
      Nesta sociedade universal onde “salve-se quem puder” é a nota dominante, é caso para se dizer que só não se especula sobre o sol, a lua, o ar e a chuva, por ainda ninguém ter descoberto a arte e o engenho para a sua manipulação.

publicado por promover e dignificar às 10:00

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. A HEPATITE “A” E OS MAUS ...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. APPDH – Para que servimos...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. O DIFÍCIL E COMPLICADO PR...

. Inserção Humana – PROJECT...

. COMUNICADO AOS ASSOCIADOS

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Abril 2010

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds