Quarta-feira, 12 de Março de 2008

Pagina 11

Michael Jackson
DO MENINO PRODÍGIO AO HOMEM HUMANISTA

 Michael Jackson começou a sua carreira - veja-se o prodígio - com 5 anos de idade. Continua a ser um dos artistas mais famosos do mundo. Uma estrela a que muitos desejariam ter acesso, na galáxia em que vive, e não conseguem, tal a distância que o separa  dos seus admiradores.
     Mas é também pessoa de carne e osso, um ser humano, um cidadão do mundo terreno que tem alguns defeitos - como todos temos - mas também o seu lado humanista.
      Partindo do menino criança pertencente a uma família pobre com dificuldades de sobrevivência, Michael Jackson ganhou e ganha milhões de dólares, de tal forma que a abundância se tornou numa condição banal. Apesar disso tem noção das dificuldades que o mundo passa e dá o seu contributo.  E se as proeminentes figuras têm dificuldade em chegarem até si, ele relaciona-se, não raras vezes, com gente humilde, no seu manifesto sentimento de solidariedade. Tem contribuído na ajuda a muita gente necessitada, revelando com expressiva filantropia o seu lado humanista.
     Eis um pouco da vida e  do percurso artístico do aclamado Rei da Pop : 

   Michael Jackson (29 de agosto de 1958), é um músico norte-americano, actuante como cantor, compositor, produtor, director, dançarino e instrumentista que começou a carreira aos 5 anos de idade como líder vocal do grupo Jackson 5. Lançou a carreira solo no início dos Anos 70, ainda pela Motown, gravadora responsável pelo sucesso do grupo formado por ele e os irmãos. Em idade adulta, gravou o álbum mais vendido da história, Thriller; acumulou recordes e prêmios; e colocou um total de 20 canções no topo das paradas de sucesso.
   Nos anos 80, foi o criador de um estilo totalmente novo de dança, utilizando especialmente os pés. Nos anos 90 foi acusado de envolvência em escândalos de pedofilia. Interrompeu a carreira em duas ocasiões. Foi julgado e inocentado perante um júri popular.
   Michael é o sétimo de nove irmãos. A família inteira viveu numa pequena casa de dois quartos, e o pai sustentava a casa a duras penas trabalhando num moinho. Por vontade da mãe, mas contra o desejo do pai, as crianças tornaram-se Testemunhas de Jeová e passaram a praticar a evangelização de porta em porta.
  De acordo com as regras rígidas pelo pai, Joseph, as crianças eram mantidas trancadas em casa enquanto ele trabalhava até tarde da noite. Entretanto, as crianças escapavam frequentemente para as casas dos vizinhos, onde cantavam e faziam música. Os irmãos mais velhos mexiam na guitarra do pai  sem sua permissão enquanto ele estava no trabalho. Até que um dia Joseph tomou consciência do talento dos seus filhos e resolveu ganhar dinheiro com isso, e assim sair de Gary e ir para a Califórnia, para mais tarde serem contratados pela Motown.
Carreira solo
   Depois do inesperado sucesso do álbum Destiny, dos Jacksons, em 1978, Michael teve a oportunidade de retomar a carreira solo, que havia abandonado em 1975.Michael  tinha conquistado o respeito da Sony Music depois de compor e produzir sete canções para os Jacksons, entre elas "Shake Your Body (Down To The Ground)", que colocou o grupo de volta às listas dos mais vendidos nos Estados Unidos e no mundo.
    Michael começou a gravar Off The Wall durante a primavera americana de 1979, que causou furor entre o público e a imprensa especializada. 
O álbum mais vendido da história
   Depois de lançar mais um disco com os Jacksons em Setembro de 1980 e cumprir uma apertada agenda de divulgação que incluía especiais na rádio e uma sequência de 39 espectáculos pelos Estados Unidos, Michael tinha pouco tempo para gravar o álbum que sucederia Off The Wall. Ainda assim gravou um magnifico album: Thriller , sendo este  actualmente o álbum mais vendido da história.. Nos dois anos que se seguiram ao lançamento, o álbum foi a maior sensação da América, influênciando não somente a música, como também a dança, a moda e a televisão. 
'We Are The World' e o lançamento de 'Bad'
   Com o sucesso de Thriller, o interesse do público e da imprensa por Jackson era crescente. Tornaram-se notórios não somente os seus hábitos pouco usuais, mas também os trabalhos humanitários de Michael, especialmente em prol de crianças e adolescentes. Em maio de 1984, Jackson participou do lançamento de uma campanha contra as drogas na Casa Branca como convidado do presidente americano Ronald Reagan.
  Para gravar a canção, Quincy Jones convidou 44 celebridades da música e televisão, incluindo Cyndi Lauper, Diana Ross, Ray Charles e Stevie Wonder.  O projeto arrecadou 200 milhões de dólares para a luta contra a fome na Etiópia.
    Jackson lançou Bad em agosto de 1987, com dois anos de atraso. Não tão grandioso quanto Thriller, mas também um grande sucesso.
   Em 1990, durante o American Music Awards, Elizabeth Taylor discursava sobre a vida musical de Jackson quando finalizou: Em minha estima, ele (Michael Jackson) é o único que pode receber o título de Rei do Pop. Desde então o público e a imprensa  refere-se a Michael Jackson como "Rei do Pop".

'Invincible' e a saída da Sony Music
   Em 2000, Jackson recebeu o título de "Cantor do Milênio" durante o XI World Music Awards, realizado no  Mónaco. Na ocasião foram exaltadas vendas de mais de 200 milhões de álbuns durante a carreira de 29 anos.
   Em setembro de 2001, Michael Jackson promoveu dois concertos com lotação esgotada no Madison Square Garden, em Nova York, para celebrar 30 anos de carreira solo. Foi a primeira vez, em 20 anos, que o grupo  Jacksons Five voltou a  reunir-se no palco. Juntos cantaram grandes sucessos, como "I'll Be There", "Can You Feel It" e "I Want You Back".

Casamento secreto
  De acordo com o tablóide sensacionalista "National Enquirer", Michael casou-se em segredo com a ama dos seus filhos, de nome Grace. O casamento realizou-se na cidade americana de Las Vegas.  Segundo consta Grace foi uma das poucas pessoas que ficou ao lado dele enquanto passava por todos os problemas que o afectaram. Se for confirmado, este será o seu 3º matrimónio.

     Como atrás foi dito, Michael participou activamente numa campanha contra as drogas, na luta contra a fome na Etiópia e em muitos outros eventos de solidariedade. Certamente que não ficará por aqui. É bom ter-se conhecimento deste lado bom de uma pessoa que também quer um mundo melhor e que luta por ele,  promovendo e dignificando o Homem.
 

Pintores deficientes

A Associação dos Pintores com a Boca e os Pés, fundada em 1956 por Erich Stegmann, tem providenciado, por mais de 49 anos, uma vida independente para artistas que não têm o uso de suas mãos.
Todos os membros dessa sociedade internacional são incapacitados de pintar usando suas mãos, e todos são beneficiados com a satisfação em poder ganhar o seu próprio sustento, independentes da caridade alheia. Uma vez tornados sócios o seu trabalho deve ser de um padrão que possa competir em estética e base comercial com os trabalhos de artistas convencionais. É-lhes garantida uma renda substancial por toda a vida, mesmo se forem incapacitados de continuar a pintar. Tal sustento é providenciado através da renda derivada da venda dos seus trabalhos: cartões, calendários e outros.

Os artistas associados recusam a caridade, preferindo reter o seu respeito próprio competindo em termos iguais com artistas normais; eles fazem de tudo para assegurar que a sua Associação seja entendida como um trabalho, um negócio, e que não seja confundida com entidades filantrópicas, colorindo assim a apreciação pela sua arte por sentimento.

A renda das vendas também prevê bolsas para pintores com a boca ou com os pés, que não podem atingir os padrões exigidos de um " membro", de modo a desenvolver e encorajar as suas capacidades. Além disso, são feitas subvenções para equipamentos especiais e tratamento em algumas circunstâncias.
A Associação conta com mais de 500 membros em mais de 60 países, e não faz distinção alguma entre nacionalidade, raça e crença.
O sucesso das vendas destes produtos num mercado altamente competitivo, ajuda a assegurar aos artistas um estilo de vida independente que realça a atividade do seu trabalho criativo, livre de preocupação financeira. Para esse fim, os artistas possuem sua própria empresa de edição, ou indicam editores para produzir, distribuir e vender os produtos característicos de seu trabalho.
Para serem reproduzidos, os trabalhos são inteiramente selecionados com base no potencial de vendas artístico, e não nas necessidades dos artistas.

Idosos do amanhã

António Jorge Lé - Jornalista

 

Cada vez mais a sociedade está preocupada com o correr dos dias a uma velocidade estonteante, sendo a carreira e o sucesso profissionais muito importantes. Os filhos vão crescendo, os amigos são de circunstância e de interesse, e a vida vale pelo que tem no dinheiro - a aquisição de prazer, de consumos excessivos e de riquezas extravagantes. Quem ganha acima da média vê o mundo normalmente assim.
O dinheiro gasta-se, dado o leque de opções que o mercado consumidor oferece, e o apego familiar, porque não há tempo, passa ao lado do que outrora fazia a lógica. A velhice é um assunto resolvido: um lar.
Agora temos de pensar: Portugal é um país pobre, que se vai queixando que pode não haver dinheiro para as pensões, e já se sabe que tudo o que é bom custa dinheiro, como por exemplo a saúde privada e noutros acompanhamentos necessários à terceira idade e que são muitas vezes negados a quem trabalhou uma vida.
A injustiça também passa por aí, tema aliás que o Papa reservou para esta Quaresma quando aborda a pobreza.
Ora vamos metendo as barbas de molho, pois o futuro dos que hoje trabalham pode não ser o esperado.Isto para já não falar dos que tristemente estão já no desemprego...
Esta é uma reflexão que faz sentido. Não acham?

publicado por promover e dignificar às 10:50

link do post | favorito
Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. A HEPATITE “A” E OS MAUS ...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. APPDH – Para que servimos...

. TÓPICOS A OBSERVAR NA ORI...

. O DIFÍCIL E COMPLICADO PR...

. Inserção Humana – PROJECT...

. COMUNICADO AOS ASSOCIADOS

.arquivos

. Março 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Janeiro 2011

. Abril 2010

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Setembro 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds